Afleveringen

  • Será que você está acordada agora?
    Será que você sente realmente o que teu corpo sente?
    Será que você elabora tudo isso?
    Será que você faz tudo aquilo que acha que tem que fazer?
    Será que você exerce sua vontade de verdade?
    Vc está estressada ou acordada?

    O último episódio da série especial QUEM CUIDA DE QUEM tá maravilhoso!!

    Conversamos com o Dr Michael Yaari sobre os impactos de não dormir ou dormir mal a longo prazo, além de sugestões de rituais e práticas para melhorar a higiene do sono. Claro, a partir do olhar da Antroposofia.

    Essa série é apresentada pela Weleda e nesse episódio você vai perceber como seus hábitos e sua rotina estão relacionados 100% a uma boa noite de sono.

    É preciso acordar bem, pra dormir bem, sabia?

    .

    *ANSIODORON – Passiflora alata D1 + Valeriana officinalis D1 + Avena sativa D1. USO ORAL – USO ADULTO E PEDIÁTRICO. MS 1.0061.0092. INDICAÇÕES: Indicado no tratamento auxiliar da insônia e ansiedade. CONTRAINDICAÇÕES: Ansiodoron é contraindicado para pessoas com hipersensibilidade aos componentes da fórmula. Este medicamento CONTÉM LACTOSE. ANSIODORON É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.

  • Como buscar o equilíbrio?
    Como lidar com a angústia em tempos incertos?
    Quais as práticas de saúde integral que podem ajudar a nos restabelecermos?
    Equilíbrio... uma palavra cobiçada hoje em dia, não é mesmo?
    São tantos os desafios do nosso tempo, que a estabilidade emocional tem ficado quase que escassa.
    Porém, a compreensão sobre o valor do equilíbrio emocional já vem de longa data.
    Escrituras milenares, datando cerca 1.500 A.C, na Índia e China, já abordavam o tema, trazendo a necessidade da meditação como uma poderosa ferramenta para o equilíbrio interior, por exemplo.

    Nesse segundo episódio abordamos formas de se buscar o equilíbrio emocional e como o Bryophyllum, medicamento da @weledabrasil, pode atuar como um suporte para o aumento da vitalidade e para amenizar a ansiedade.

    A nossa convidada, Dra Patricia Oliveira fala, sob o ponto de vista da medicina antroposófica, sobre como lidar com a ansiedade, angústia e irritação e suas influências em nossas dimensões física, etérica, astral e com nosso Eu.

    Uma conversa cheia de informações preciosas! Não perca!
    .
    .
    .
    BRYOPHYLLUM ARGENTO CULTUM – Bryophyllum calycinum argento cultum D2. USO ORAL – USO ADULTO E PEDIÁTRICO. MS 1.0061.0085. INDICAÇÕES: Indicado no tratamento auxiliar dos distúrbios do sono, fraqueza, esgotamento, ansiedade, irritação, angústia, consequências do choque e distúrbios histeriformes1. CONTRAINDICAÇÕES: Bryophyllum Argento cultum é contraindicado para pessoas com hipersensibilidade aos componentes da fórmula. Este medicamento CONTÉM ÁLCOOL. BRYOPHYLLUM ARGENTO CULTUM É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO

  • Zijn er afleveringen die ontbreken?

    Klik hier om de feed te vernieuwen.

  • Quais seriam os inimigos da nossa imunidade?
    E os amigos?
    Tantos avanços por um lado e por outro, nossa incapacidade de parar e perceber os ciclos da Natureza ao qual estamos conectadas.

    No primeiro episódio da série especial "QUEM CUIDA DE QUEM?", apresentada pela Weleda, falamos sobre como a natureza e suas propriedades nos ajudam na promoção da saúde e no fortalecimento da imunidade, pelo olhar da medicina antroposófica e dos medicamentos naturais.

    A medicina antroposófica se apoia, principalmente, nos tratamentos de origem natural e a Weleda produz cosméticos e medicamentos feitos com ativos 100% naturais, como o Previgrip. Um produto para prevenção de gripes com estimulo ao sistema imunológico.

    Cuidar da saúde é uma atitude responsável perante à vida e isso reflete em nosso autocuidado.

    Nossa convidada especial é a Dra Lucila Miranda, médica pediatra e tem sua prática ampliada pela antroposofia.

    Vem que essa série tá só começando!!
    .
    .
    .
    Converse com seu médico e farmacêutico sobre Previgrip.
    *PREVIGRIP – Ferrum siredeum D10, Phosphorus D5, Prunus Spinosa D1
    USO ORAL – USO ADULTO E PEDIÁTRICO. MS 1.0061.0092.
    INDICAÇÕES: Indicado no tratamento auxiliar de prevenção de gripes e infecções recorrentes. CONTRAINDICAÇÕES: Previgrip é contraindicado para pessoas com hipersensibilidade aos componentes da fórmula. Este medicamento CONTÉM LACTOSE. PREVIGRIP É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.

  • Ser humano é ser humano, em qualquer lugar do planeta. Sob um ponto de vista, somos todos iguais. Será?
    No fundo a gente sabe que isso é pouco pra compreender o ser humano. Falta aí, a individualidade, a singuralidade de cada um.
    Os tipos constitucionais, ou seja, a nossa formação, nossa constituição pode dizer mais sobre nossos talentos, habilidades e desafios do que a gente imagina. Nesse episódio conversamos com a médica pediatra Maria Luiza Levy. Um verdadeira aula, dá o play e aproveite!


  • Tempo, tempo, tempo...passe mais devagar! Quem não quer administrar melhor o tempo? Quem não quer viver a vida com mais calma? Nós, mulheres, mães temos sentido cada vez mais a dificuldade de priorizar atividades, tarefas e desejos.
    Nesse episódio do podcast Mercúrio, Debora e Carla conversam com Aline de Rosa sobre o tempo saudável para si, para os filhos, família, trabalho e o que mais você quiser.

  • Nós vivemos em uma época em que o paradigma que prevalece é o do materialismo. Um paradigma que procura explicar tudo o que existe como sendo meros fenômenos naturais e que nega a existência de algo que não possa ser medido, pesado ou ainda quantificado, ou seja, nega o mundo suprassensível.
    Porém, nas últimas décadas é possível perceber um número cada vez maior de pessoas insatisfeitas com esse paradigma. Pessoas que, de certa forma, buscam esse mundo suprassensível.
    Segundo a Antroposofia, hoje vivemos na época da alma da consciência e nossa tarefa como humanidade é nos desenvolvermos, encontrarmos um caminho espiritual, de reconexão, porém em liberdade, em consciência. E essa busca exige que cada pessoa desenvolva e amplie sua própria consciência individual.
    Nós, aqui do Mercúrio, acreditamos que a prática da meditação pode nos ajudar a trilhar esse caminho da individualidade com autoconhecimento e autodesenvolvimento.
    A proposta da meditação antroposófica tem algumas particularidades bastante interessantes. Pra nos contar mais sobre esse tema, convidamos o Dr. Derblai Sebben, que é médico, com ampliação pela medicina Antroposófica, é Secretário Geral da Sociedade Antroposófica no Brasil e um estudioso e praticante de meditação.
    Dá o play nesse episódio inédito do podcast Mercúrio! Você não vai sair igual depois de ouvir. Foi uma aula e tanto :)

    Produção, pauta e edição: Carla Latini e Debora GarciaGravação, edição de áudio e mixagem: Asas Produções




  • Gaia, Gea, Pachamama, Erda, Nerthus, Terra Mater ou simplesmente Mãe Terra...essas são algumas variações de nomes, que ao longo das civilizações e culturas utilizamos para nos referirmos à Terra.Muitas culturas ancestrais já se referiam à Terra como essa fonte primordial e de onde tudo veio. Todos esses nomes e outros tantos representam esse poder de fertilidade, de criação, de diversidade que a Terra nos proporciona. A Mãe Terra é aquela que sustenta tudo que existe, é esse grande ventre sagrado de onde viemos e pra onde vamos retornar, ao menos fisicamente.Cores, cheiros, sabores, texturas, formatos...tudo é proveniente da Terra.
    Com tudo isso, nos aproximamos também do aspecto espiritual da Terra...e o que vem dela então? Traz consigo toda essa grandiosidade? Como? Será que o alimento que extraímos dela também carrega toda essa potência? E será que temos cuidado bem disso?
    A Antroposofia apresenta seus conceitos através de arquétipos para nos explicar, nos fazer compreender, a nossa ligação espiritual com o todo, com a Natureza, com o Cosmos.Para falar sobre o lidar com a Terra, o cuidado com ela e com o que é proveniente dela, não poderia ser diferente.O que seriam então os aspectos espirituais de um alimento?Como a forma como lidamos e cultivamos alimentos, pode influenciar na nossa saúde, na saúde dos animais, do solo e da sociedade como um todo?
    Hoje, falaremos sobre Agricultura Biodinâmica e a nossa responsabilidade perante a terra, perante ao nosso planeta. A agricultura biodinâmica, que foi proposta por Rudolf Steiner, nos ajuda a entender como lidar com a Terra. Em um ciclo de 8 palestras, Rudolf Steiner apresenta conceitos e propostas para o que seria a "Fundamentação espiritual para a prosperidade da agricultura".
    Como o tema não é simples, estamos acompanhadas de 2 convidadas pra nos trazer muitos olhares para esse assunto tão fundamental.
    BIO CONVIDADAS
    Elaine de Azevedo é mãe de duas filhas, nutricionista, doutora em Sociologia, professora, autora e pesquisadora com uma vasta carreira acadêmica que passeia pela nutrição, saúde e sociologia. A Elaine tem um olhar bastante interessante sobre a alimentação, sobre a comida e sobre a sociedade que ela compartilha no seu podcast Panela de Impressão e também na Escola Livre Comida ETC, da qual é fundadora. Elaine também tem aperfeiçoamento em medicina antroposófica pela ABMA e atuou em clínicas de Medicina Antroposófica na Áustria, Alemanha e Suíça.
    Andrea D'Angelo é mãe de 2, agrônoma e desde cedo quis trabalhar com a Terra de um jeito diferente do que o convencional. Logo no início de sua carreira, encontrou a Agricultura Biodinâmica e então se especializou nessa área, tanto em pesquisa quanto no trabalho de campo. Fez um caminho de estudo e trabalho também fora do Brasil, sempre cultivando este impulso da Agricultura biodinâmica. Atualmente é consultora internacional de biodinâmica, professora e tem o foco do seu trabalho na elaboração, produção e utilização dos preparados biodinâmicos.
    Produção, pauta e edição: Carla Latini e Debora GarciaGravação, edição de áudio e mixagem: Asas Produções

  • A criação e educação das crianças é sempre um tema muito rico, altamente questionado e cheio de direções. Mas, onde efetivamente podemos encontrar o real ponto de partida para que essa ação do criar e educar seja realizada de forma consciente e coerente?
    Se toda educação é autoeducação, os primeiros a serem educados são os adultos, ou seja, pais e professores que estão envolvidos nesse processo do educar. São eles que propiciam um ambiente sadio para que a criança se desenvolva por si própria.
    A autoeducação é um processo, um caminho contínuo e não o objetivo final. De que forma nós adultos passamos por esse processo? Como a nossa autoeducação está sendo refletida no desenvolvimento das nossas crianças?
    Como a autoeducação no adulto pode auxiliar na criação de crianças mais conscientes?
    Para essa reflexão super importante trouxemos duas convidadas muito especiais:
    Clarissa Yakiara
    Psicóloga formada pela UFMG, fundadora da comunidade parental Bee Family
    Katia MachadoArtista Plástica, Pedagoga Waldorf e professora de classe na Escola Waldorf em São Paulo
    A Autoeducação está acontecendo em cada um de nós nesse exato momento. É contínua, por isso podemos recomeçar sempre!

    Vem com a gente!
    Produção, pauta e edição: Carla Latini e Debora GarciaGravação, edição de áudio e mixagem: Asas Produções

  • Está no ar o episódio #34!Nele, trouxemos uma reflexão sobre a nossa relação com o dinheiro em um novo paradigma da economia.
    Quando pensamos em dinheiro, quais crenças sobre ele nos vem à cabeça?
    Dinheiro não traz felicidade, dinheiro na mão é vendaval, acumular é poder e por aí vai.
    Trata-se de um tema muito sensível, que lança luz onde não queremos olhar. Porém, é vital e necessário.
    Dinheiro é fluxo e precisamos urgentemente fazer as pazes e curar nossas feridas com ele.
    A nossa relação individual com o dinheiro influencia diretamente na economia, nos negócios e no consumo. Quais mudanças podemos fazer como indivíduos para que coletivamente possamos caminhar rumo à fraternidade econômica?
    Para esse papo tão profundo e provocativo, contamos com a presença de duas convidadas muito especiais:
    Meiri Inoue, que é uma das idealizadoras da iniciativa Parsifal21 e conselheira da "trê - investindo com causa" e do EcoSocial.
    Lívia Galasso que é empreendedora social e facilitadora em processos de desenvolvimento de negócios e pessoas. Atua como Diretora de Comunicação na Trê Investindo com Causa.
    Vem com a gente refletir sobre a construção de um mundo melhor, com uma sociedade mais justa e equilibrada.
    Produção, pauta e edição: Carla Latini e Debora GarciaGravação, edição de áudio e mixagem: Asas Produções

  • Pedagogia Waldorf é uma abordagem pedagógica baseada na Antroposofia, criada por Rudolf Steiner. Nesse episódio, trouxemos uma reflexão sobre a profundidade e importância dessa pedagogia na vida dos alunos e de suas famílias.
    Ela acolhe, conecta e transforma de forma gentil e amorosa, formando seres humanos livres, auto conscientes e auto responsáveis.

    Muito mais do que colocar em pauta se é a melhor escola ou pedagogia ideal, esse papo busca trazer clareza para aspectos do nosso tempo que clamam por nossa atenção.

    Como uma escola pode ter papel fundamental e transformador na educação das crianças, mas também na vida dos pais, dos adultos e de toda comunidade conectada à escola?

    Que pontes é preciso fazer para que coletivamente ampliemos nossa consciência em prol do indivíduo e da comunidade?

    Nesse papo tão fluido e verdadeiro, contamos com a presença de uma especialista no assunto:

    Rosemeire Oliveira Resende Laviano
    Mestre em Saúde da Comunicação Humana pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.
    Graduada em Pedagogia e Letras com formação em Pedagogia Waldorf. Certificação em Recursos Especiais pela Association for a Healing Education. Professora durante 12 anos na Educação Infantil Waldorf. Docente da Faculdade Rudolf Steiner e do programa Nós da Primeira Infância. Consultora educacional, certificada em Gestão de Mudança pelo Instituto Ecosocial e no Programa de Preparação de Tutores pela FEWB.
    Autora do livro e docente do curso A Arte de Educar em Família e Contadora de Histórias.

    Se você chegou agora ou mesmo pra você que já está no universo Waldorf, esse episódio vai trazer lindas e amorosas reflexões. Vem com a gente!

    Produção, pauta e edição: Carla Latini e Debora GarciaGravação, edição de áudio e mixagem: Asas Produções

  • TRABALHO. Para muitos essa palavra pode significar esforço, preguiça, medo e stress. A cada dia nos deparamos com mais indivíduos desmotivados com sua vida profissional, buscando fortemente um novo sentido e direção.
    No episódio #32 SERVIR AO OUTRO: seu trabalho como contribuição para o mundo, trouxemos uma reflexão aconchegante sobre esse significado e falamos sobre a importância de estar nele a partir de uma posição de inteireza de vida.
    O quanto você está vivo no seu trabalho? Qual o significado dele para você?

    Vem com a gente nesse episódio lindo, onde tivemos a honra de contar novamente com duas convidadas incríveis:
    Lella Sá
    Ama ajudar mulheres a encontrar direção nas suas vidas para terem um trabalho com significado e um estilo de vida com propósitoAtua como facilitadora de diálogos, aconselhadora biográfica é mentora e coaching há 9 anos.
    Beth CerriConsultora em desenvolvimento humano, Coaching, Pedagoga Social. Foi professora Waldorf por 17 anos. Hoje atua na formação de mediadores organizacionais e liderança integrativa
    Produção, pauta e edição: Carla Latini e Debora GarciaGravação, edição de áudio e mixagem: Asas Produções

  • A definição de saúde segundo a OMS seria um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não apenas como a ausência de doença ou enfermidade. Essa definição é de 1946, mas mesmo depois de tanto tempo, a maioria das pessoas parece ainda cuidar da saúde buscando apenas EVITAR DOENÇAS.
    Então, o que significa "cuidar da saúde"? Por que o comportamento de "evitar doenças ou prevenir doenças" pode não ser tão efetivo?
    A Patogênese, tem sua atenção voltada à doença, nos seus sintomas e desenvolvimento.

    Já a Salutogênese, olha para a saúde e para todos os fatores que a promovem. E é sobre ela que falaremos nesse lindo episódio #31 SALUTOGÊNESE: ritmo, calor e conexão.

    Essa 5ª temporada está muito especial, pois traremos alguns episódios que foram gravados no Café Antroposófico do Congresso Brasileiro de Práticas Antroposóficas. E esse é um deles.

    E nesse bate papo super rico e cheio de conexão, contamos com a presença de dois incríveis profissionais:

    Ana Paula Brugnera Dentista, graduada pela Unicamp e com mestrado na Bélgica, foi aluna da Escola Waldorf Rudolf Steiner, vivenciou a Antroposofia desde a infância e agora se inspira na Antroposofia para a sua prática, tanto para atender seus pacientes como também como estilo de vida.
    Alexandre RabboniCirurgião dentista, membro da Sociedade Antroposófica, pai Waldorf, um estudioso e entusiasta da Antroposofia. Atuou na orientação de pais e professoras e no grupo de estudos do Berçário Abraço. Dr Alexandre hoje atende na Casa 44, que é um centro de referência da medicina Antroposófica em sp.
    Vem com a gente refletir nesse bate papo cheio de conexão e verdade!
    Produção, pauta e edição: Carla Latini e Debora GarciaGravação, edição de áudio e mixagem: Asas Produções

  • Iniciamos a 5ª temporada com muita reflexão! Um tema pouco falado, mas extremamente necessário: A Fraternidade Econômica.

    Proposta por Rudolf Steiner, é um dos pilares da Trimembração Social e fala sobre a esfera econômica e de produção de modo que tenhamos uma sociedade saudável.

    Fraternidade significa “harmonia e união entre aqueles que vivem em proximidade”. E a ideia é trazer esse conceito para a economia. Para isso, precisamos partir da premissa que cada um tem necessidades econômicas diferentes, considerando contexto familiar, acesso e possibilidades de geração de renda.

    Nesse episódio batemos um papo super profundo e transformador com o Jefferson Reis, sobre como é possível fazer a nossa parte em busca dessa sociedade mais equilibrada, consciente e justa.

    Jefferson é consultor de empresas e possui algumas formações em Antroposofia. Implementou o modelo de fraternidade econômica na Escola Guayi em Embu das Artes e nos contou um pouco mais sobre isso.

    O que você pensa sobre essa forma de olhar a economia? Vamos juntos construindo essa reflexão tão nova e necessária?

    Produção, pauta e edição: Carla Latini e Debora GarciaGravação, edição de áudio e mixagem: Asas Produções

  • Eu e o Universo. Como podemos entender a conversa entre esses dois pólos? Mas será que são dois pólos mesmo ou estamos, na prática, falando da mesma coisa?
    O episódio #29 LISO COMO VIDRO: observação fenomenológica e meditação antroposófica,
    traz essa reflexão profunda sobre a nossa relação com o mundo e com tudo aquilo que nos rodeia.
    Como posso me acessar, me auto-educar e assim refletir minha luz no mundo? Como eu posso começar a mudar o mundo a partir de mim?
    Estamos todos conectados a tudo!
    Falamos disso e um pouquinho mais nesse episódio que está pra lá de especial.

    Patrícia Busatto, nossa convidada, que inspirou esse assunto tão profundo, é facilitadora de processos de aprendizagem, desenvolvimento humano e organizacional fundamentada pela pedagogia social e fenomenologia de Goethe. É Conselheira do Hospital Israelita Albert Einstein no comitê de pessoas. E foi Diretora da Sociedade Antroposófica de 2015 a 2019.

    Embarca com a gente nessa reflexão que está linda e especial!

    Produção, pauta e edição: Carla Latini e Debora GarciaGravação, edição de áudio e mixagem: Asas Produções

  • Esse episódio está muito especial e peculiar! Um bate papo super empático entre Carla Latini, Debora Garcia e Gabi Paina sobre o processo de se tornar mãe. Três mulheres empreendedoras, três vivências diferentes, três lindas transformações.
    Incrível como cada mulher é um Universo em suas percepções e vivências com a maternidade. Cada uma vive de um jeito e todos são perfeitos como são.
    Nesse episódio trouxemos apenas três universos maternos, mas gostaríamos de ouvir muitos outros! Quantas experiências lindas e profundas podemos conhecer por aí não é mesmo?
    A NOSSA experiência de maternidade não é a única e nem a mais legítima, por isso o intuito desse episódio é compartilhar nossas visões, alegrias e dores. E com muita empatia gostaríamos que ele trouxesse tantos outros diálogos sobre os diferentes universos do “SER MÃE”. Quais as dores, forças e potências de cada uma?
    Ouça com o coração e compartilha com a gente o SEU processo único e preciso da maternidade. Vamos amar essa troca!
    No episódio falamos sobre o lindo projeto da Gabi Paina, o portal Namu: namu.com.br
    Produção, pauta e edição: Carla Latini e Debora GarciaGravação, edição de áudio e mixagem: Asas Produções

  • Dinheiro é um tema extremamente sensível em nossa sociedade. Todos nós carregamos feridas com relação a ele. E mesmo assim, todos precisamos dele.Ele é fluxo e é através dele que realizamos coisas, boas ou ruins. Além disso a nossa relação com ele também revela muito sobre nós.Mas será que é possível ressignificar o papel do dinheiro em nossas vidas?
    No Episódio #27 ESPELHO, ESPELHO MEU: nossa relação com o dinheiro e suas repercussões, batemos um papo super esclarecedor e novo sobre esse assunto com Rodrigo Ventre, Fundador do Instituto Economia Viva, Ceo do Grupo EPPO - cidades inteligentes, membro-fundador da Escola do Altruísmo, ex-aluno Waldorf e pai Waldorf.
    Vem com a gente que esse episódio está muito especial!

    Produção, pauta e edição: Carla Latini e Debora GarciaGravação, edição de áudio e mixagem: Asas Produções

  • O terceiro setênio é um momento crucial para o desenvolvimento do Ser Humano. Costuma ser um momento não tão fácil para os pais e professores. E muito menos para os próprios jovens que passam por essa fase.

    Nesse período, os jovens estão em busca do verdadeiro, em busca de si mesmos. No primeiro setênio o foco era que o mundo deveria ser bom, no segundo deveria ser belo, e agora então o mundo deve se tornar verdadeiro para eles.

    Esse episódio é dedicado àqueles que buscam compreender esse indivíduo em desenvolvimento, aquele que ainda não chegou nessa fase, mas também àqueles que já passaram por ela e gostariam de revisitar esse momento em sua vida.
    O professor Irceu Munhoz que nos conduz a essa reflexão suave e cheia de sentido sobre o tema.

    Então, só vem! Dá o play e conta pra gente o que achou!

    Produção, pauta e edição: Carla Latini e Debora Garcia
    Gravação, edição de áudio e mixagem: Asas Produções


  • Desde o início dos tempos a humanidade experiencia épocas, que são definidas por períodos de tempo que trazem consigo uma energia predominante.
    Dessa forma, vivenciamos várias épocas diferentes ao longo da nossa evolução, sempre com novos ensinamentos e aprendizados.
    Atualmente estamos passando pela época de Micael. E é sobre ela que falaremos no episódio #25.
    Produção, pauta e edição: Carla Latini e Debora GarciaGravação, edição de áudio e mixagem: Asas Produções

  • “Se queres conhecer o mundo, olha primeiro em teu coração. Se queres conhecer a ti mesmo, dirige teu olhar ao universo” disse Rudolf Steiner. O que será então que o universo pode dizer sobre nós? Sobre nossas atitudes, sobre nosso jeito de se colocar no mundo e se expressar?Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter, Saturno, Lua e Sol nos presenteiam com suas qualidades e características para manifestarmos nossa individualidade.
    Nesse episódio,Carla e Debora estão acompanhadas da consultora e mediadora Flora Cytrynowicz para mergulhar no arquétipo das 7 qualidades planetárias, que descrevem atitudes e manifestações da nossa alma, as ATITUDES ANÍMICAS.

    Produção, pauta e edição: Carla Latini e Debora GarciaGravação, edição de áudio e mixagem: Asas Produções

  • "Não existe revelação mais nítida da alma de uma sociedade do que a forma como esta trata as suas crianças." Nelson Mandela.Entende-se por educação humanizadora aquela que respeita a individualidade da criança e do adolescente, a maturidade para o processo educativo, fortalece a autoestima, estimula a conquista da autonomia e visa seu desenvolvimento físico, emocional, mental e espiritual.Se isso faz sentido pra você, acompanhe Debora Garcia e Carla Latini nesse papo sobre o Movimento Pela Educação Humanizadora. Nesse episódio, representantes do movimento compartilham os objetivos deste projeto que diz respeito a todos e todas e que nos indicam caminhos e ações sistêmicas para a criação de uma sociedade mais justa, fraterna, equânime e responsável.
    Produção, pauta e edição: Carla Latini e Debora GarciaGravação, edição de áudio e mixagem: Asas Produções
    Para saber mais sobre o Movimento Pela Educação Humanizadora:Instagram @moveh.brasilCanal do YouTube https://www.youtube.com/channel/UCa_fxIiVIEGq4jQ2QZm0GWQSite https://www.moveh.org/